sábado, 14 de abril de 2018

Sob os sentimentos do meu coração


Estranhas sensações aqui estipuladas
Pela negra deusa do amor,
Em meu peito todas as facadas
Provocadas pela paixão da minha dor.

Esqueci todas as minhas amadas
Já nem lhes sinto o odor
Mas enfrento todo o horror
De caminhar por errantes estradas

Maldito caos de tanto amar!
Durante tantas noites passadas ao mar
Sob as ilusórias estrelas da paixão

Enfrento agora as trevas da existência
Moribundo sofre o meu coração
Rodeado de tão louca demência.

Sem comentários:

Enviar um comentário