sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Tristeza

Sou feito de tristeza...
Tristes são os meus dias, tristes são as minhas noites.
As alegrias, perdi-as algures na infância,
Nessa infância já tão distante e tão difusa na minha memória.

Sento-me à mesa
deste café de ignorantes da minha tristeza cheio
e vazio de alegria pura.
Alegria por simplesmente existir e nada mais.

Perco-me na tristeza da noite.

Sem comentários:

Enviar um comentário