sábado, 5 de agosto de 2017

Salto

Salto sem rede no infinito
Voo pelo eterno como águia dourada
No silêncio absoluto ninguém ouve meu grito
Dolorido provocado por tal jornada.

Abençoo a morte com minha vida
E mergulho na minha solidão
Vaga alma tão perdida
Pelo amor que sinto em meu coração.

Escapei para as ameias do castelo do amor
E perdi-me com a noite escura
Sofro agora de uma estranha dor
Tortura de alma impura.


Sem comentários:

Enviar um comentário