terça-feira, 6 de julho de 2010

Este meu sonho…

Este é o meu sonho,
Páginas vazias,
Cheias de nada.
Gatafunhos imperceptíveis
Que jazem na folha de papel
Como insectos esmagados
Pelo calcanhar de um Deus cruel
E indiferente.
Este é o meu sonho,
Embriaguez intolerável
Passível de ser controlada
Pelos desejos de quem não se assume
Como mero ser humano,
Passível de cometer os mesmos erros que eu cometo,
Ou piores ainda.
Este é o meu sonho,
Sonhos destruídos,
Arruinados,
Assassinados,
Desmembrados,
Por mim…
Pelos outros…
Por tudo aquilo a que se chama vida.
Este é o meu sonho, …
Não ser capaz de sonhar.

Sem comentários:

Enviar um comentário